skip to Main Content
Menu

MaiFest 2015 atrai multidão para festejar a cultura alemã

Boa parte da Diretoria Executiva da AESUL, Conselho Deliberativo e diversos associados estiveram presentes no evento prestigiando os restaurantes beneficentes da SOBEI

Sucesso total! Assim pode ser definida a décima sexta edição da MaiFest promovida pela AEMB – Associação dos Empreendedores e Moradores do Brooklin, nos dias 23 e 24 de maio. A temperatura amena do outono e as atrações da mais alta qualidade – e aí incluímos as apresentações da orquestra alemã Stadtkapelle Freudenstadt -, certamente foram fatores determinantes para o sucesso do evento.

Nos dois dias de festa o quadrilátero compreendido pelas Ruas Joaquim Nabuco, Barão do Triunfo, Princesa Isabel e Bernardino de Campos ficou praticamente intransitável. Todas queriam coferir de perto as mais de 200 atrações de várias tendências artísticas como danças folclóricas, teatro, circo, músicas de diversos estilos, orquestras, exposições fotográficas, cinema open air, artesanato de qualidade e gastronomia de diversas partes do Brasil e do mundo.

Com curadoria de Luiz Delfino Cardia, o tema central da XVI MaiFest foi “Blütezeit – Tempo de Desabrochar. Celebrando a Liberdade e o Diálogo Multicultural nas ruas do Brooklin”, em homenagem ao livro “A Rosa Branca”, que retrata um movimento contra o nazismo ocorrido na época da segunda guerra. “O livro foi o eixo central de tudo que aconteceu no evento, porque esses movimentos a favor da democracia, convivência pacífica, cultivo da liberdade e dos diálogos multiculturais é que nós praticamos nos eventos que realizamos no Brooklin”, descreve Delfino.

A MaiFest também teve como firme propósito valorizar a cultura dos municípios do Estado de São Paulo, e nesta edição mais de 30 cidades do Estado de São Paulo estiveram presentes entre os expositores de artesanato e também nos espaços gastronômicos, além disso, outras cidades fizeram diversas apresentações e exposições que retrataram a cultura e os fatos históricos da imigração alemã no Brasil

Em cada esquina um aroma diferente. Tinha comidas para todos os paladares nos cinco restaurantes da festa e nas barracas estrategicamente espalhadas pelas ruas. Um dos pratos típicos como o Einsbein (joelho de porco servido com batata e chucrute), fez tanto sucesso que se esgotou em alguns restaurantes antes mesmo do fim da festa. Ao todo foram consumidas mais de duas toneladas de joelho de porco. Mas opções gastronômicas não faltaram, tinha espaços reservados especialmente para quem gosta de apreciar iguarias de outros países como a culinária mexicana, japonesa, armênia, portuguesa, espanhola, entre outras, passando, é claro, pelas especialidades tipicamente brasileiras, como o famoso acarajé, os doces brasileiros tradicionais, e até compotas e queijos vindos de Minas.

O clima da Alemanha surpreendeu os visitantes da MaiFest a cada esquina, tanto nos palcos quanto nas ruas. Quem estava passeando pelas ruas, saboreando os inúmeros petiscos ou então circulando entre as barracas de artesanato a todo momento era surpreendido pelas apresentações itinerantes, inclusive dos alemães da Orquestra  Stadtkapelle Freudenstadt, que surpreendeu o público também nas ruas. Já nos palcos três palcos fixos passaram grupos folclóricos de dança e música alemã, MPB, Rock, Soul, Blues, Música Erudita e Popular.

Não foram poucas as presenças ilustres na MaiFest, fica muito difícil listar todos que passaram pelo evento. Para Simpad Baronian, Presidente da AEMB, isso demonstra que a festa vem ganhando cada vez mais respeito e reconhecimento.  A AESUL também marcou presença na festa. Boa parte da diretoria executiva, incluindo o Presidente Juarez Amaro e sua família, e do conselho deliberativo estiveram presentes, assim como diversos associados. Todos fizeram questão de prestigiar os restaurantes  beneficentes da SOBEI – Sociedade Beneficente Equibrio de Interlagos, cuja renda ajudará no custeio das creches e demais projetos mantidos pela entidade.

Segundo o policiamento local não houve nenhuma ocorrência de roubo ou violência durante os dois dias da MaiFest. O efetivo local e também os seguranças particulares contratados pela organização da festa garantiram diversão com segurança a todos.

Deixe uma resposta

Ir para cima