Central de Notícias

Notícias Notícias AESUL

Fase Notícias

Avenida Miguel Yunes será o endereço da nova unidade da AACD na Zona Sul
31  DEZEMBRO  1969 

Avenida Miguel Yunes será o endereço da nova unidade da AACD na Zona Sul

Em breve a população do extremo sul da Zona Sul será beneficiada com construção de uma unidade da AACD - Associação de Assistência à Criança Deficiente, referência em atendimento a crianças e adolescentes com deficiência.  O anúncio foi feito durante a 12ª edição do Teleton, que aconteceu no último final de semana, entre os dias 23 e 25 de outubro.

Além da unidade na Zona Sul, uma parceria entre a Prefeitura de São Paulo e o Governo do Estado garantirá a construção de mais unidade na Zona Norte. O Protocolo de Intenções, que prevê a doação dos dois terrenos municipais para que o governo do Estado construa as novas unidades, foi entregue no sábado, dia 24, pelo Governador José Serra e pelo Prefeito Gilberto Kassab no palco do SBT, ao apresentador Silvio Santos.

"O Governo do Estado e a Prefeitura, juntos, fazem uma importante doação hoje à AACD", explicou o Prefeito Kassab. "A Prefeitura, por meio de um Projeto de Lei encaminhado à Câmara Municipal, está doando dois terrenos - um na Zona Sul, outro na Norte - em que o governo do Estado construirá dois ambulatórios. Quando Prefeito, o Governador Serra aprovou a possibilidade de fazermos a gestão dos equipamentos públicos de saúde com parceiros. Agora, teremos mais um, que é a AACD, que vai administrar as duas unidades, e a Prefeitura vai custeá-las".

Os terrenos, cada um com aproximadamente 5 mil m², ficam na Avenida Miguel Yunes, 491, em Campo Grande, na zona Sul, e na avenida Zaki Narchi, 356, em Santana, na zona Norte. A previsão é de que as novas unidades sejam inauguradas em 2010, ano em que a AACD completa 60 anos.

Juntas, as duas unidades terão capacidade para atender cerca de 430 pacientes por dia - volume capaz de reduzir cerca de 20% da fila de espera atual da instituição, de acordo com a própria AACD. A escolha dos terrenos levou em consideração um levantamento feito junto à entidade, que mostrou que esse déficit se concentra principalmente nos extremos das zonas sul e norte.

O novo centro da Zona Sul terá capacidade para atender 290 crianças por dia. A região foi escolhida por representar boa parte da demanda da instituição, que tem atualmente uma fila de espera com cerca de 35 mil pacientes. Quando entrar em operação, a unidade receberá parte dessa nova clientela, que hoje oferece atendimento em apenas duas regiões da cidade: na sede da instituição - também na Zona Sul - e na Mooca, Zona Leste da Capital.

{{GaleriaFotos}}

Voltar

Eventos

Nenhum Evento Encontrado

Vídeos

Assine nossa Newsletter

Galeria