Central de Notícias

Notícias Notícias AESUL

Fase Notícias

 O Lokomotiv é o novo campeão do II Mundialito de Clubes de Beach Soccer
19  MAIO  2012 

O Lokomotiv é o novo campeão do II Mundialito de Clubes de Beach Soccer

Na final disputada  na manhã deste sábado, dia 19, na Arena Guarapiranga, o Lokomotiv venceu o Flamengo por 6 a 4 (gols de Benjamin (3) e Bernardo, para os brasileiros, Gorchinskyi (2), Makarov (2), Daniel e Shkarin, para os russos) e conquistou o título inédito da competição. Depois de ficar em quarto lugar na primeira edição do torneio, os russos fizeram a festa diante de arquibancadas lotadas, pintando a arena de vermelho.

Na preliminar, o Vasco da Gama, campeão em 2011, venceu o Sporting na disputa pelo terceiro lugar por 6 a 4 (gols de Gil (2), Catarino (2), Mauricinho e Jorginho, para os brasileiros, Madjer, Belchior, DDI e Alan, para os portugueses), garantindo um lugar no pódio. Após o fim do jogo, a organização da competição anunciou as premiações individuais: o ucraniano Sidorenko (Lokomotiv) foi eleito o ‘Melhor Goleiro’, o português Madjer (Sporting) recebeu o troféu de ‘Artilheiro’ (10 gols) e Benjamin (Flamengo) foi escolhido pela imprensa especializada como o ‘Melhor Jogador’ do campeonato. Tristeza pelo lado carioca, alegria russa, que contou a ajuda de Daniel, tricampeão mundial (2009/2008/2007), único brasileiro campeão do II Mundialito de Clubes. Benjamin fez questão de enaltecer a campanha e a luta da equipe rubro-negra.

"Claro que é importante ser recompensado pelo trabalho, mas acho que estão todos de parabéns. Trocaria esse troféu pelo título, afinal, quando se ganha um prêmio individual é por causa do grupo. Apesar da derrota, saímos de cabeça erguida. Trabalhamos muito para chegar aqui. Acho que faltou um pouco de atenção, de acreditar que a gente podia ampliar o placar, quando estávamos na frente. Mas tudo é experiência, ensinamento para que, da próxima vez, a gente consiga dar o título para o Flamengo", comentou Benjamin.

"Passei por momentos muito difíceis no ano passado. Machuquei o dedo na final das Eliminatórias pela Seleção Brasileira e fiquei fora da Copa do Mundo, competição que vinha trabalhando por três anos para estar presente. Depois, aconteceu a troca de treinadores e fiquei fora de convocações. Quando me recuperei, trabalhei mais duro ainda para conseguir mostrar que eu tenho condições e o título veio para coroar isso. O grupo do Lokomotiv me acolheu bem, foram bons amigos e compreenderam a dificuldade de comunicação. Foi um grupo que não me abandonou e ajudou bastante para que eu pudesse jogar como joguei", afirmou Daniel, sem conseguir conter as lágrimas.

LOKOMOTIV 6 x 4 FLAMENGO

Com bola rolando, os russos tentavam dar fim à invencibilidade rubro-negra no confronto. Até então, dois jogos e duas vitórias cariocas: na disputa pelo terceiro lugar do I Mundialito (5 a 4) e no amistoso realizado no último dia 6, na Gávea (7 a 5). Os brasileiros levavam à quadra a melhor defesa do torneio (10 gols em cinco jogos), enquanto que os europeus apostavam na artilharia (27 gols em cinco jogos). Após uma semana de chuva e muito frio, o sol apareceu, deixando a arena paulista com cara de Copacabana. Ritmo lento, muito estudo de ambas as partes e o primeiro momento de perigo só apareceu aos 5’20", num lance de rara beleza. Benjamin recebeu de Bernardo e, com Gorchinskyi às costas, levantou a bola e acertou a bicicleta: 1 a 0. Marcando forte, o Rubro-Negro não dava espaços e conseguia deixar os russos longe da área de Robertinho. Daniel arriscou de longe, numa bola perigosa, que bateu no travessão do goleiro brasileiro, aos 9’19". E o gol de empate saiu em seguida. Gorchinskiy cobrou falta e o ‘montinho-artilheiro’ enganou Robertinho: 1 a 1, aos 9’42". O Flamengo não demorou a passar à frente no placar novamente. Em boa trama no ataque, Benjamin tabelou com Souza e chutou forte para marcar: 2 a 1, aos 11’24".

Atual campeão da Liga da Rússia, o Lokomotiv contava com cinco jogadores campeões da ‘Tríplice-Coroa’ com a seleção russa em 2011: Liga Europeia, Copa Intercontinental e Copa do Mundo. Se os russos contavam com Leonov, ‘Bola de Ouro’ (Melhor Jogador) da Copa do Mundo FIFA 2011, o Rubro-Negro tinha Pampero, eleito ‘Melhor Jogador’ da edição de 2011. Shaykov quase empatou após boa arrancada e o chute saiu rente ao travessão. Poucos espaços, muitos chutes de longe, mas sem perigo para os goleiros. O Lokomotiv tinha a posse de bola, mesmo sem chegar perto do empate. Até que Daniel lançou para Gorchinskiy, o camisa 2 avançou e foi atropelado por Souza. Cobrança sem chances para Robertinho: 2 a 2, aos 10’09". Benjamin quase pôs o Flamengo em vantagem novamente, a cinco segundos do fim, raspando de cabeça após lançamento de Robertinho, mas Humaid defendeu com segurança.

A emoção ficou guardada para o último tempo. Logo aos 56 segundos, Benjamin chutou à queima-roupa e Sidorenko fez grande defesa. Mas, pouco depois, não deu para o goleiro ucraniano. O brasileiro Daniel fez falta em Benjamin, frontal à meta de Sidorenko, quase um pênalti. O camisa 10 encheu o pé e levantou a torcida: 3 a 2, aos 2’16". Anderson viu sua cobrança de falta espalmada por Sidorenko e ainda bater na trave antes de sair. O Flamengo pressionava, mas dava sinais de cansaço, ao contrário dos russos, que mantinham o ritmo usando a mesma tática da seleção nacional, com trocas constantes, usando o banco de reservas. Daniel acertou o travessão e Shkarin, aproveitando bobeada após falta cobrada por Makarov, deixou tudo igual: 3 a 3, aos 5’18". O Lokomotiv passou à frente pela primeira vez novamente pelos pés de Makarov, em chute cruzado: 4 a 3, aos 8’50". Empurrado pelos gritos de ‘Mengo’ que vinham das arquibancadas, o Rubro-Negro se lançou ao ataque, mas sofreu outro gol, com Daniel cobrando falta: 5 a 3. Bernardo diminuiu, também cobrando falta, mas Makarov deu números finais a 24 segundos do término da decisão: 6 a 4. Lokomotiv campeão e a hegemonia do beach soccer continua vermelha.

"Todo mundo via o Flamengo como favorito, mas hoje nós mostramos a força do nosso coletivo. Sabíamos que havíamos feito um ótimo trabalho durante toda a competição, por isso entramos concentramos e dedicados para conquistar este título. Hoje consegui ter um bom rendimento porque estava tranquilo e com a cabeça totalmente voltada para ser campeão", afirmou Makarov.

SPORTING 4 x 6 VASCO DA GAMA

Finalistas em 2011, Sporting e Vasco da Gama se reencontraram em confronto lusitano, desta vez valendo o terceiro lugar da competição. Sem Bruno Xavier, suspenso na semifinal contra o Flamengo, o ‘Trem-Bala da Areia’ tinha a experiência de Jorginho e a juventude de Catarino e Mauricinho para tentar derrubar o time de Lisboa, base da seleção portuguesa. E conseguiu. Depois de ser derrotado nas semifinais pelo rival Flamengo, dando fim ao sonho do bicampeonato, o Vasco bateu o Sporting por 6 a 4. O time carioca esteve atrás no placar três vezes, não se abateu e virou no último período.

O primeiro gol saiu aos 3’54" do primeiro tempo, quando o Sporting cobrou rapidamente o lateral e Belchior, de cabeça, colocou no canto. O Vasco, que era melhor até então, não sentiu o gol e conseguiu colocar uma bola na trave, com Gil, aos 7’. Pouco tempo depois, aos 8’28", nova pressão do Vasco, que só não marcou porque a bola chutada por Mauricinho não teve força para cruzar a linha. No segundo tempo, o Vasco seguiu melhor e, enfim, conseguiu o empate. Bernardo cruzou e Catarino fez o seu aos 2’25": 1 a 1. O Sporting, porém, seguiu com poucas e boas chances, entre elas uma linda bicicleta de Fernando DDI, que foi parar nas redes aos 4’44": 2 a 1. O novo empate do Vasco veio apenas no fim do período, quando Mauricinho dividiu e completou para as redes uma falta cobrada por Gil na intermediária.

Mas o Sporting estava vivo. Alan acertou o travessão aos 11’10" e 25 segundos depois recebeu sem marcação para colocar nas redes: 3 a 2. Pela terceira vez no jogo, o Vasco estava atrás no placar. E pela terceira vez, foi buscar o empate. No último tempo, Catarino igualou de falta aos 3’53" e Gil virou em cobrança de pênalti aos 4’04". Jorginho, em lance rápido, chutou em diagonal para consolidar a virada e aumentar para o Vasco: 5 a 3. Faltando um segundo para o apito final, Catarino ainda aumentou para os vascaínos e fechou o placar em 6 a 4. O Sporting até descontou com Madjer aos 6’14", em cobrança de falta que venceu o goleiro reserva vascaíno Gustavo, mas não foi páreo para o Vasco, que seguiu pressionando até que o apito final consolidasse o terceiro lugar do time no II Mundialito de Clubes de Beach Soccer, disputado na Arena Guarapiranga, em São Paulo.

"Hoje foi um jogo mais tranquilo, sem a pressão de um clássico como o de ontem, contra o Flamengo. Fiquei muito triste de ter perdido aquela semifinal, mas o importante é que a equipe se recuperou e conseguiu o terceiro lugar. Acho que a superação foi nossa maior qualidade neste campeonato, principalmente nos jogos contra o Milan e contra o Corinthians. Para mim foi uma experiência incrível representar o Vasco no Mundialito, já que venho treinando com o clube há três anos, mesmo quando não há competições", contou Mauricinho, do Vasco.

Madjer, capitão do Sporting, destacou a força emocional do adversário. "Depois de perder uma semifinal é complicado entrar em quadra. Acho que o Vasco foi mais forte psicologicamente, por isso saiu com a vitória".

GRUPOS E TABELA DO II MUNDIALITO DE CLUBES

Grupo A - Vasco da Gama, Santos, Milan e Boca Juniors
Grupo B - Flamengo, São Paulo, Barcelona e Seattle Sounders
Grupo C - Corinthians, Sporting, Lokomotiv e Al-Ahli

Sábado (Dia 12)
Sporting 4 x 3 Corinthians
Flamengo 2 x 3 Barcelona
São Paulo 2 x 3 Seattle Sounders
Al-Ahli 2 x 4 Lokomotiv

Domingo (Dia 13)
Sporting 3 x 5 Lokomotiv
Vasco 3 x 7 Santos
Corinthians 9 x 3 Al-Ahli
Milan 4 x 5 Boca Juniors

Segunda-feira (Dia 14)
Barcelona 10 x 5 São Paulo
Boca Juniors 3 x 5 Vasco
Flamengo 4 x 1 Seattle Sounders
Santos 6 x 3 Milan

Terça-feira (Dia 15)
Barcelona (1p) (1) 1 x 1 (1) (0p) Seattle Sounders
Vasco 3 x 2 Milan
Corinthians 3 x 2 Lokomotiv
Santos 2 x 3 Boca Juniors
Sporting 3 x 1 Al-Ahli
Flamengo 2 x 1 São Paulo

Quarta-feira (Dia 16)
Barcelona 2 x 4 Sporting
Lokomotiv (2) (0) 6 x 6 (0) (1) Boca Juniors
Flamengo 6 x 3 Santos
Corinthians 0 x 1 Vasco da Gama

Quinta-feira (Dia 17)
Treinos Oficiais

Sexta-feira (Dia 18)
Sporting 7 x 10 Lokomotiv
Flamengo 3 x 2 Vasco da Gama

Sábado (dia 19)
Sporting 4 x 6 Vasco da Gama
Lokomotiv 6 x 4 Flamengo



Eventos

Rodada de Negócios AESUL - 24/08/18

24/08/2018

Liderança e Gestão Eficazes: Todos Motivados e Envolvidos!

16/08/2018

Vídeos

Assine nossa Newsletter

Galeria