Central de Notícias

Notícias Notícias AESUL

Fase Notícias

Chá Beneficente no Terraço Itália em prol ao Centro de Promoção Social Bororé com apoio do FIS/AESUL
11  OUTUBRO  2012 

Chá Beneficente no Terraço Itália em prol ao Centro de Promoção Social Bororé com apoio do FIS/AESUL

À tarde do dia 1º de outubro foi especial para um grupo de mulheres, em sua grande maioria do extremo sul da Zona Sul, que se reuniram num delicioso chá na tarde no Terraço Itália. Foi uma tarde especial porque todas estavam lá por uma causa nobre: ajudar o próximo, já que o chá era beneficente e tinha por objetivo ajudar o Centro de Promoção Social Bororé, mas, sem dúvida nenhuma, também houve tempo para degustar todas as delícias servidas durante o chá, se divertir com o bingo, colocar a conversa em dia e apreciar a bela paisagem do centro de São Paulo.

“O chá foi uma grande parceria que envolveu várias pessoas. O Padre Gilberto do Centro de Promoção do Social do Bororé conhece um grupo de senhoras da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Moema. Elas conseguiram o Terraço Itália espaço este que é cedido pelo grupo Comolatti que administra o restaurante do Terraço Itália. As Instituições cadastradas passam por uma avaliação e se aprovadas recebem o espaço totalmente gratuito. Então através do FIS – Fundo de Investimento Social da AESUL, nós conseguimos todas as prendas, canetas para o bingo e vendemos 1/3 dos convites. Essas mesmas senhoras também nós ajudaram na organização do bingo. Cada um fez a sua parte. As prendas do bingo foram conseguidas em meu aniversário, onde tive a ideia de pedir aos convidados que não se importassem com presentes para mim, então pedi que fossem doados prendas para o bingo do chá. Já os convites nós vendemos para as nossas amigas e também às empresas associadas da AESUL”, conta Lúcia Brugnera, Diretora do FIS.

O Grupo Comolatti, um dos principais grupos empresariais do setor de autopeças do país, tem em sua política empresarial um trabalho voltado para a responsabilidade social por meio de ações que beneficiem entidades carentes de recursos, com o intuito de incluir crianças e jovens na sociedade por meio da educação, integração e socialização. E a ação mais tradicional realizada pelo Grupo é o Chá Beneficente que acontece no Terraço Itália há mais de 30 anos. Cerca de 50 edições do Chá são feitas por ano e hoje atende indiretamente mais de 100 mil pessoas.

O evento no Terraço Itália que teve a arrecadação revertida para o Centro de Promoção Social Bororé rendeu cerca de R$ 15 mil, sem contar as bingadas extras.  “Esse dinheiro vai ajudar a terminar a reforma do orfanato, eles vão fazer pintura, trocar o telhado e arrumar toda a parte elétrica, se não eles podem até ficar sem energia. É um gasto muito grande, só para se ter uma ideia, na sala onde teremos a capacitação profissional pelo Pólo Modas serão gastos R$ 2.500,00 para adequar toda a parte elétrica para os equipamentos funcionarem corretamente. Eles têm parceria com a Prefeitura, mas a Prefeitura não é responsável por cobrir despesas extras, então fica um déficit para pagar salários, eles têm voluntários, mas também funcionários e tem que manter o salário em dia, por isso a luta é grande porque além da creche tem o orfanato que não recebe nenhuma verba da Prefeitura. São crianças que estão sob a responsabilidade deles, que precisam se vestir, irem ao médico, tomar remédios, enfim, são muitas despesas”, explica Lúcia.

Lúcia também fala da experiência de atuar como diretora do FIS e poder ajudar tantas pessoas. “É gratificante, mas ao mesmo tempo não é tão difícil quanto parece, pois eu sempre fiz esse trabalho voluntariado. O melhor de tudo é poder acompanhar o dia a dia do Bororé e ver as melhorias que esse recurso proporciona, pois isso significa qualidade de vida para as crianças atendidas, e só conseguimos enxergar esse resultado quando visitamos a casa”.

À frente da diretoria do FIS Lúcia sabe quantas solicitações o FIS recebe diariamente, por isso já planeja um novo evento no Terraço Itália para o ano que vem.  “Vamos tentar realizar um evento neste mesmo formato com verba revertida para o FIS/AESUL, pois temos diversas solicitações que precisamos atender, principalmente, no que diz respeito a projetos voltados para a qualificação profissional dos nossos jovens”.

Eventos

Rodada de Negócios AESUL - 25/05/18

25/05/2018

Jogo "Inteligência da Comunicação"

22/05/2018

Vídeos

Assine nossa Newsletter

Galeria