Central de Notícias

Notícias Notícias AESUL

Fase Notícias

Dengue despenca 75,5% em 2012 em SP
30  JANEIRO  2013 

Dengue despenca 75,5% em 2012 em SP

Balanço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que o número de casos confirmados de dengue caiu 75,5% no Estado de São Paulo em 2012 em relação ao ano anterior. Os dados fazem parte do boletim do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), da Secretaria.

         Em 2012 os municípios paulistas confirmaram por meio do Sinan (Sistema de Informações de Agravos de Notificação) 21.967 casos autóctones (contraídos dentro do Estado), enquanto em 2011 foram registrados 90.021 casos.

         Se comparado com os números de 2010, quando foram notificados 189.330 casos de dengue no Estado, a queda é ainda mais acentuada, de 88%. Os óbitos também apresentaram queda nesses últimos três anos. Em 2010 foram registrados 147 óbitos por dengue no Estado, já em 2011 esse número caiu para 55 e no ano passado foram 14 óbitos.

         São Paulo trabalha, prioritariamente, com confirmação laboratorial de casos de dengue, por intermédio de exames de sorologia realizados na rede de laboratórios do Instituto Adolfo Lutz.

         A região de Taubaté lidera como a que mais registrou casos confirmados da doença neste ano: 6.608, seguida pela região de Piracicaba, com 3.693 casos e a região da Capital e Grande São Paulo, com 2.234.

         Entre os municípios, os que mais registraram casos de dengue em 2012 estão Piracicaba, com 3.119 confirmações, Guaratinguetá com 2.816 casos e Potim com 1.647. Dos 645 municípios do Estado de São Paulo, 329, ou seja, mais da metade, não notificaram nenhum caso autóctone de dengue em 2012.

         Para auxiliar no manejo clínico dos casos suspeitos, a pasta oferece, desde 2011, aos serviços de saúde, treinamentos rápidos, de 15 minutos, no próprio local de trabalho onde médicos e profissionais de enfermagem atuam.  Além disso, a pasta garante a realização de todos os exames de sorologia de casos suspeitos por intermédio de sua rede de laboratórios do Instituto Adolfo Lutz.

         A Secretaria investe cerca de R$ 40 milhões, por ano, para auxiliar os municípios no combate à dengue.

         Em novembro de 2012, a Secretaria promoveu uma megacampanha de combate contra a dengue em todo o Estado. Além da distribuição de folderes e cartazes, spots em rádios de todo o Estado, veiculação de mensagens em TVs, ônibus e metrôs, anúncios em carrinhos de supermercados e distribuição de outdoors em todo o estado, a pasta também reuniu cerca 25 mil agentes para atuar no combate ao mosquito na Semana Estadual de Mobilização Contra a Dengue, iniciada no dia 19 de novembro.

         No segundo semestre de 2012, a pasta também convocou secretários de saúde de 13 municípios acima de 60 mil habitantes com indicação de vulnerabilidade à transmissão da doença com o objetivo de alinhar ações de prevenção e controle da dengue.

         “Não temos dúvidas de que essa é uma queda expressiva, mas não podemos relaxar. O combate Aedes aegypti,  mosquito que transmite a dengue, precisa ser diário e a população pode contribuir de forma decisiva, já que 80% dos criadouros estão no dentro das casas”, diz Giovanni Guido Cerri, Secretário de Estado da Saúde.

 

 

Distribuição dos casos de dengue autóctones no Estado de São Paulo - janeiro a dezembro - 2011 - 2012

 

DRS 

2011 

2012 

São Paulo

8191

2234

Araçatuba

796

1450

Araraquara

4202

1060

Baixada Santista

666

1155

Barretos

1586

842

Bauru

5451

352

Campinas

8003

1277

Franca

3796

308

Marília

1769

66

Piracicaba

6093

3693

Presidente Prudente

879

636

Registro

812

24

Riberão Preto

24483

1260

São João da Boa Vista

2287

128

São José do Rio Preto

3651

711

Sorocaba

2923

162

Taubaté

14428

6608

 

Fonte:SINANNET/Zoonoses/CVE/CCD/SES-SP

Eventos

Palestra "Estratégias e Soluções para a gestão das PMEs", 13/06/19

13/06/2019

Circuito de Negócios AESUL - 30/05/19

30/05/2019

Vídeos

Assine nossa Newsletter

Galeria