Central de Notícias

Notícias Notícias AESUL

Fase Notícias

Empreendedores debatem negócios gerados por grandes eventos
11  JULHO  2011 

Empreendedores debatem negócios gerados por grandes eventos

No último dia 06 de julho, mais de 200 pessoas acompanharam o seminário “Oportunidades e negócios – Grandes eventos que impulsionam setores econômicos”, realizado pelo Escritório Regional Capital Sul do SEBRAE-SP em parceria  com a AESUL - Associação Empresarial da Região Sul, Associação Comercial de São Paulo – Distrital Santo Amaro e Centro Universitário SENAC- Santo Amaro.

O público presente teve a chance de acompanhar, gratuitamente, a opinião de empresários, profissionais do mercado e representantes de grandes instituições em relação à importância de estar preparado para aproveitar as oportunidades de negócios que aparecerão com a realização de eventos internacionais que serão realizados nos próximos anos no Brasil, principalmente, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

O evento foi aberto por Alessandro Saade, consultor, administrador de empresas e professor, que comandou a palestra “Tendências e oportunidades de negócios para as próximas décadas”. Na sequência, Ingrid Issei, da empresa MJV, falou sobre a importância de conhecer a realidade do mercado e dos empreendedores para criar ideias e apoiar o desenvolvimento de ambos. “Essas ideias são geradas quando se entra no contexto de cada ator do mercado para buscar formas de capacitá-lo”, afirma.

Luciana Quadro, consultora do SEBRAE, comentou o papel da entidade na capacitação dos empreendedores para estarem aptos a fazer negócios durante o campeonato mundial de futebol. “O SEBRAE tem o objetivo de disseminar e fomentar as oportunidades de negócios na Copa do Mundo no Brasil. Foram mapeadas 250 oportunidades. Temos 17 circuitos turísticos em São Paulo, nove já lançaram o primeiro catálogo. Apostamos na inovação e na experiência, levando capacitação também ao interior do Estado, para que os empresários estejam preparados para participar dessa ocasião especial.

Representando o SENAC, Marcelo Callado abordou a necessidade específica do setor turístico, que precisa estar preparado para receber os visitantes durante os eventos internacionais. “O principal gargalo é a capacitação. Temos a meta de fazer 100 mil atendimentos no Estado de São Paulo até 2014 para preparar os empresários. Temos um turismo pouco qualificado ainda, este é o principal gargalo, a capacitação”, revela.

Carlos Roland, empresário do setor de gramas para estádios, aconselhou os empresários a se informarem sobre o que as grandes companhias precisarão e, assim, sair na frente para oferecer seus produtos e serviços. “Entre no caderno de encargos da Fifa ou CBF e prestar atenção ao que as construtoras estão querendo em terceirização. É ficar atento e oferecer, que com certeza eles vão comprar”, diz.

Proprietário de um atelier onde confecciona acessórios para noivas e jóias com temática esportiva, Vanderlei Silvério enxergou no conteúdo do seminário boas chances para vender seus artigos. “Faço jóias para atletas, principalmente jogadores de pólo e golfe. No período da Copa, posso fazer peças referentes ao Rio de Janeiro, por exemplo, como o Cristo Redentor. Hoje foi o primeiro passo, preciso me capacitar mais e pensar em futuras parcerias”, conta.

{{GaleriaFotos}}

Eventos

Nenhum Evento Encontrado

Vídeos

Assine nossa Newsletter

Galeria