Central de Notícias

Notícias Notícias AESUL

Fase Notícias

Pragas Urbanas, é preciso conhecê-las para combatê-las!
27  SETEMBRO  2012 

Pragas Urbanas, é preciso conhecê-las para combatê-las!

As pragas urbanas causam inúmeros problemas ao homem, desde agravos à saúde até prejuízos econômicos. Na lista desses animais e insetos estão às pulgas, baratas, formigas, ácaros, aranhas, carrapatos, cupins, escorpiões, pombos, morcegos e ratos.     

Esses animais necessitam de três fatores para sua sobrevivência: água, alimento e abrigo. A água não é um fator limitante para impedir a sobrevivência deles, porém é possível interferir nos fatores alimento e abrigo, de forma que espécies indesejáveis não se instalem em residências, comércios e indústrias, conforme explica a  Técnica Química Claudia Regiane Alves Veiga, Responsável Técnica da Sampex Desentupidora e Dedetizadora. “É necessário conhecermos o que serve de alimento e abrigo para cada espécie que pretendemos controlar para adotarmos as medidas preventivas e corretivas necessárias através do Controle Integrado de Pragas”. 

Claudia explica que o Controle Integrado de Pragas é um sistema que incorpora ações preventivas e corretivas destinadas a impedir que vetores e pragas ambientais causem problemas. “Trata-se de uma seleção de métodos de controle e o desenvolvimento de critérios que garantam resultados favoráveis sob o ponto de vista higiênico, ecológico e econômico. As medidas preventivas compreendem práticas de controle físico que visem evitar as infestações. As medidas corretivas compreendem a implementação de barreiras físicas e armadilhas, sendo que tais medidas são complementadas pelo controle químico que tem por objetivo eliminar as pragas a partir da utilização de praguicidas na desinsetização e desratização”.

 Uma praga urbana bastante comum são as baratas.  Em áreas urbanas as principais são a Barata de Esgoto, Cascuda ou Voadora (Periplaneta Americana) e a Francesinha, Paulistinha ou Listradinha (Blatella Germânica). “As baratas são ativas principalmente à noite, quando deixam seus abrigos e saem à procura de alimentos. Elas possuem hábitos alimentares bastante variados, preferindo aqueles ricos em amido, açúcar ou gordurosos. Podem alimentar-se também de celulose, frutas, cervejas e alimentos ou animais em decomposição”, explica Claudia.  

A Barata de Esgoto normalmente habita locais com muita gordura e matéria orgânica em abundância, como galerias de esgoto, bueiros, caixas de gordura e de inspeção. A Francesinha por sua vez habita principalmente cozinhas e despensas, em locais como armários, gavetas, interruptores de luz, aparelhos eletrodomésticos, vãos de batentes, rodapés, sob pias, dutos de fiação elétrica e locais como garagens ou sótãos com depósitos de papel e principalmente caixas de papelão, entres outros. Passam 75% do seu tempo abrigadas próximos aos alimentos. É possível notar que um local está infestado por baratas através de sinais como fezes, ovos vazios, esqueletos ou cascas de ninfas quando elas se transformam em adultos. Em altas infestações as baratas aparecem também durante o dia.

É recomendado fazer o controle dessa praga porque as baratas domésticas são responsáveis pela transmissão de várias doenças como gastroenterite, conjuntivite, intoxicação alimentar, gangrena gasosa, diarréia, pneumonia, lepra, salmonelose, desinteira, parasitose, giardíase, amebíase, paralisia, etc. “A Sampex está preparada para fazer todo o controle integrado de pragas em residências, condomínios, indústrias e comércios. Nosso técnico vai até o local gratuitamente para fazer a vistoria, avaliar onde está o foco da praga e qual o melhor tratamento a ser realizado. O ideal é que se faça a  dedetização  de seis em seis meses”, sugere Itacir de Assis Supervisor da Sampex. 

Medidas preventivas para controle de baratas:

Manter alimentos guardados em recipientes fechados;

Conservar armários e despensas fechados, sem resíduos de alimentos;

Verificar periodicamente, frestas e cantos de armários e paredes;

Recolher restos de alimentos e qualquer outro tipo de lixo em recipientes adequados;

Remover e não permitir que sejam amontoados: caixas de papelão e lixo em locais não apropriados;

Manter caixas de gordura e galerias bem vedadas;

Colocar borracha de vedação na parte inferior externa das portas;

Manter bem calafetados as junções de revestimentos de paredes e pisos;

Remover e destruir ootecas (ovos de baratas);

Não fazer pequenos lanches na mesa de trabalho, protegendo os teclados dos computadores das migalhas de pão, biscoitos, etc.

SAC Sampex Desentupidora e Dedetizadora (11) 5669-3000 – www.sampexdesentupidora.com.br / www.sampexpragas.com.br  

Eventos

Rodada de Negócios AESUL - 24/08/18

24/08/2018

Liderança e Gestão Eficazes: Todos Motivados e Envolvidos!

16/08/2018

Vídeos

Assine nossa Newsletter

Galeria